Aprenda a reduzir custos

Aprenda a reduzir custos

Tendo um controle do seu fluxo de caixa você consegue entender seus gastos. Ao manter sua empresa enxuta e fazer redução de custos, você pode contribuir para um aumento do seu resultado, aumento da margem de contribuição e também um aumento da lucratividade. Ou seja, são só benefícios, então não existe motivo para manter os custos elevados quando você pode trabalhar para ter um controle melhor.

 

Mas como podemos reduzir custos na prática?


Análise do Plano de Contas

Plano de contas é a separação de suas receitas e despesas em grupos específicos, que você usa na hora de registrar suas movimentações. Se você sabe que tem contas que não são mais importantes do que outras, vale a pena investigar mais a fundo cada uma delas para entender onde existe possibilidade de redução de custos.

 

A dica principal aqui é tentar entender o quanto você tem de custos para cada um desses grandes grupos e depois colocar metas para redução desses valores analisando o nível de especificidade. Esse trabalho pode ser ajudado pelo nosso próximo ponto.

 

Análise do DRE

 

Para fazer análises específicas, vale a pena dar uma olhada no seu demonstrativo do resultado do exercício (DRE). De uma maneira rápida é possível encontrar pontos de custos elevados e trabalhar em cima deles. Você deve achar pontos de custos muito altos e identificar os possíveis problemas.

Descoberto o custo alto, vale a pena entrar na especificação das despesas e ver qual conta é a responsável.

 

A partir disso, já é possível planejar uma redução de custos.

 

Análise dos Dados por Gráficos

 

Para fechar, uma grande aliada da redução de custos são as análises visuais, onde você rapidamente entende qual tipo de custo é maior e o motivo. Para fazer esse tipo de avaliação é importante produzir gráficos comparativos.

 

Assim é possível ter uma visualização rápida de algum grupo do plano de contas de despesas que é mais relevante. 

 

O importante é que, ao analisar seus dados, você consiga entender exatamente os seus gastos e que você possa traçar planos de ação ou propor outras soluções para esses custos. Alguns exemplos:

  • Se for uma despesa com Marketing: Vale ver a real efetividade desse gasto e se ele está trazendo retorno. Vale também repensar ações e campanhas com custos menores.
  • Se for uma despesa com RH: Vale ver se a equipe não está inflada, se cabe espaço para demissões ou terceirizações de serviços não essenciais.
  • Se for uma despesa de produção: Vale renegociar prazos e preços com fornecedores ou verificar se existem matérias primas mais baratas que mantenham a qualidade, por exemplo.

 

Se for uma despesa com serviços: Vale entender se os projetos estão sendo mal planejados e se existem custos maiores por causa desse orçamento feito de forma equivocada.

Gostaria de conhecer melhor a VR Gestão?