Estratégias Financeiras para as Escolas Durante a Crise

Estratégias Financeiras para as Escolas Durante a Crise

Precisamos ter um bom

Planejamento econômico e financeiro

Diante deste cenário incerto, o gestor precisa planejar o negócio de uma forma profissional e eficiente, uma empresa sobrevive com resultados negativos, porém pode travar toda operação pela falta de capital de giro.

Precisamos prever toda movimentação de entradas e saídas do caixa.

A melhor ferramenta é o uso do fluxo de caixa e uma boa projeção orçamentária anual

O ideal é que a empresa efetue inicialmente um Diagnóstico Econômico e Financeiro Para isso a empresa precisa ter bem definido os

  • Centros de Custos
  • Planos de Contas

 

O próximo passo é projetar o Planejamento Orçamentário

Receitas geradas pelas vendas > parcelas da anuidade > Cursos Livres > Livros > Apostilas > Uniformes

Impostos gerados pelas receitas > Pis > cofins > iss > Das

Custos gerados pelas vendas >

Margem de Contribuição >

Despesas Fixas > folha > encargos FGTS /INSS > aluguel > água >luz > telefone

Ebitida >

Despesas Financeiras >

Retirada dos Sócios >

LAIR >

Impostos s / Lucros > IR > CSLL

Resultado Operacional >

Tudo isso bem definido, teremos condições de efetuar as simulações do Ponto de Equilíbrio

Simular até quanto poderá suportar o aumento da inadimplência para o ponto de equilíbrio >

Simular um desconto financeiro para antecipação dos recebíveis, tendo como foco a diminuição da inadimplência para gerar caixa e fidelizar o cliente

 

Planejamento Tributário

Simular qual o melhor regime de tributação com o novo cenário

 

Análise dos indicadores de resultados com o mercado que atua

Comparativos dos principais números da empresa com o foco de obtenção de melhor performance

 

Projeção do fluxo de Caixa para o ano

 

Saldo Inicial > caixa > conta corrente > capital de Giro > recursos financeiros > investidor > tomador

 

Entradas > receitas > redução das entradas > aumento dos descontos / parcelas da anuidade / cursos extras / período integral > aumento da inadimplência> aumento de cancelamentos > necessidade de um maior controle dos recebíveis da empresa

 

Saídas > despesas > redução das saídas > suspensão temporária recolhimento do FGTS competência março/abril e maio 2020 podendo ser parcelado em até 6 meses, início pagamento em julho 2020 >

 

Empréstimo para pagamento de até dois salários mínimos por até dois meses taxa 3,75% a.a. >

Empréstimos contratados anteriormente com carência no prazo de pagamento >

Redução de 25%, 50% e 70% do salário através de redução da jornada de trabalho e suspensão do contrato de trabalho pelo período de dois meses o funcionário receberá o valor equivalente ao seguro – desemprego, basta um acordo individual com o empregado e a MP tem duração de 120 dias >

Férias coletivas, notificação no prazo de 48 horas com o prazo máximo de pagamento das férias até o quinto dia útil do mês subsequente >

1/3 de férias o prazo de pagamento até 20 dez 2020 >

Redução de custos com a negociação junto aos fornecedores > análise criteriosa do plano de contas

 

Saldo Final > Indicador importante para a tomada de decisão > saber se iremos precisar buscar recursos financeiros > aporte de capital dos sócios > empréstimos